ATENÇÃO



Querido companheiro de profissão, se você se interessar por alguma postagem e não conseguir uma boa impressão envie-me e-mail que ficarei feliz em compartilhar. Abraço.
profclaugeo@yahoo.com.br

Atividades de Historia e Geografia

Nos sites abaixo você encontra todos os meus arquivos em doc word.

Visite


Entre para o grupo

Curriculo Básico Comum(CBC)

Encontre aqui o CBC, Orientações pedagógicas para suas aulas e Roteiros de atividades.
Clique no link abaixo:
http://crv.educacao.mg.gov.br/sistema_crv/index2.aspx??id_objeto=23967

10 de out de 2011

Atividade de Língua Portuguesa - Interpretação de texto


Irapuru, o canto que encanta
            Certo jovem, não muito belo, era admirado e desejado por todas as moças de sua tribo por tocar flauta maravilhosamente bem. Deram-lhe então, o nome de Catuboré, flauta encantada. Entre as moças, a bela Mainá conseguiu o seu amor; casar-se-iam durante a primavera.
            Certo dia, já próximo do grande dia, Catuboré foi à pesca e de lá não mais voltou.
            Saindo a tribo inteira à sua procura, encontraram-no sem vida, à sombra de uma arvore, mordido por uma cobra venenosa. Sepultaram-no no próprio local.
            Mainá, desconsolada, passava várias horas a chorar sua grande perda. A alma de Catuboré, sentindo o sofrimento de sua noiva, lamentava-se profundamente pelo seu infortúnio. Não podendo encontrar paz, pediu ajuda ao deus Tupã. Este, então, transformou a alma do jovem no pássaro irapuru, que mesmo com escassa beleza, possui um canto maravilhoso, semelhante ao som da flauta, para alegrar a alma de Mainá.
            O cantar do irapuru ainda hoje contagia com seu amor os outros pássaros e todos os seres da natureza.
Walde-Mar de Andrade e Silva. Lendas e mitos dos índios brasileiros. São Paulo, FTD, 1997.

Vocabulário:
Sepultaram-no: enterraram-no                                    
desconsolada: triste, aflita
Infortúnio: infelicidade, má sorte                                 
escassa: pouca                 
contagia: transmite, espalha

1-       Como vimos, as lendas são histórias criadas pela imaginação para explicar o surgimento de algo. A lenda que você leu explica o surgimento de quê?

2-       Por que Catuboré foi transformado em pássaro?

3-       De acordo com a lenda, por que a ave irapuru tem um belo canto?

4-       Segundo o texto, qual é o efeito do cantar do irapuru ainda hoje?

5-       O autor do texto que você leu é Walde-Mar de Andrade e Silva. Ele é o criador da lenda do irapuru? Explique.

6-       Reescreva os parágrafos abaixo, colocando-os na ordem em que os fatos ocorreram na história:

- Mainá chorava horas a perda do amado. A alma de Catuboré, triste com o sofrimento da noiva, pediu ajuda ao deus Tupã.
- Próximo ao casamento, o rapaz foi picado por uma cobra venenosa e morreu.
- Para alegrar o coração de Mainá, Tupã transformou a alma do jovem em um pássaro não muito belo, mas de canto maravilhoso.
_ Em certa tribo, havia um jovem não muito belo, chamado Catuboré. Ele sabia tocar flauta muito bem.
- Catuboré era admirado por todas as moças da aldeia, mas decidiu se casa com a bela Mainá.
Os parágrafos na ordem numerada formam o resumo da história.